sábado, 8 de novembro de 2014

GRES Unidos de Bangu - Atrás do trio elétrico - 1984

Pra quem acha que Trio Elétrico é de agora, taí este samba de 1984 exaltando a história e a forma alegre dos Baianos pular o Carnaval.

Curiosidade:
O primeiro Trio Elétrico na verdade era uma Dupla Elétrica, em 1950 quando Dodô e Osmar desfilaram em direção à Praça Castro Alves. Só no ano seguinte, em 1951 com a entrada de Temístocles de Aragão, foi formado o TRIO ELÉTRICO (violão tenor, guitarra e cavaquinho).
O Primeiro carro de som era um velho Ford 1929 ligado com dois alto-falantes à bateria, só depois com o sucesso do desfile, veio o caminhão de som.

Bandeira:




Resultado do Carnaval de 1984

Grupo Grupo 1-B
Dia: 02/03/1984
Local: Rua Marquês de Sapucaí - Sambódromo

Classificação:

1 - Unidos do Cabuçu (Beth Carvalho, a enamorada do samba) - 198 pontos
2 - Acadêmicos de Santa Cruz (Acima da coroa de um rei, só um Deus) - 197 pontos
3 - Em Cima da Hora (33, destino D. Pedro II) - 189 pontos
4 - São Clemente (Não corra, não mate, não morra - O diabo está solto no asfalto) - 187 pontos
5 - Acadêmicos do Engenho da Rainha (O Tuca Juê) - 185 pontos
6 - Unidos de Bangu (Atrás do trio elétrico) - 182 pontos
7 - Arrastão de Cascadura (O conto lendário de Marabá) - 181 pontos
8 - Unidos de Lucas (Dança Brasil) - 181 pontos
9 - Lins Imperial (Só vale quem tem dinheiro) - 176 pontos
10 - Unidos do Jacarezinho (Ziguezagueando no zum zum da fantasia) - 163 pontos
11 - Paraíso do Tuiuti (1984, um ano de otimismo) - 152 pontos
12 - Império do Marangá (Águas lendárias) - 140 pontos

Foram rebaixadas para o Grupo 2-A
Paraíso do Tuiuti e Império do Marangá

Subiram para o Grupo 1-A
Unidos do Cabuçu, Acadêmicos de Santa Cruz, Em Cima da Hora e São Clemente


Intérprete na Avenida: Sobrinho
Carnavalescos: Yubiratan Corrêa (Lacerda) e José Eugênio da Silva
Mestre de Bateria: Mestre Vicente, Luiz Carlos e Raminho
Rainha de Bateria: Não tinha
Mestre-Sala: ?
Porta-Bandeira: ?
Colocação: 6º Lugar (Grupo 1-B) Equivale a Série A hoje ou 2ª Divisão

Enredo: Atrás do trio elétrico
Ano: 1984
Autor: Vanildo Lima e Beto



Letra:

Vem povão! Cai na folia...
Já raiou o dia, é carnaval
Brilhando em vermelho e branco
Com sorriso franco, sou folião
Na praça, feliz, reunido
Meu povo sofrido quer extravasar
Até os orixás estão presentes,
Essa festa comovente
Eles vão abençoar
(Kirambô)

Kirambô-ri-rê! 
Kirambô-ri-rá!
Atrás do trio elétrico
Eu não posso vacilar

Ô, ô, ô, ô! Bahia
A magia de Dodô e de Osmar
Com seu trio tomou conta do meu Rio
Que em louca euforia
Se deixou eletrizar...

Atrás da minha escola
Pode vir quem já nasceu
É o bloco do prazer,
Só não vai quem já morreu

Abaixo o samba na voz de Sobrinho

sábado, 11 de outubro de 2014

GRES Unidos de Vila Isabel - Glórias Gaúchas - 1970

Bela homenagem aos Gaúchos do meu querido Rio Grande do Sul, escrita por Martinho da Vila, levando a escola ao 5º lugar.
Martinho da Vila, estudou numa Escola de nome Rio Grande do Sul, talvez daí tenha vindo a inspiração para esse samba.

Curiosidade:
Em 1970, torna-se obrigatório o envio dos croquis das alegorias e fantasias à censura.

Bandeira:




Resultado do Carnaval de 1970

Grupo Grupo 1
Dia: 08/02/1970
Local: Avenida Presidente Vargas na Candelária

Classificação:

1 - Portela (Lendas e mistérios da Amazônia) - 88 pontos
2 - Acadêmicos do Salgueiro (Praça XI, carioca da gema) - 83 pontos
3 - Estação Primeira de Mangueira (Um cântico à natureza) - 79 pontos
4 - Mocidade Independente de Padre Miguel (O meu pé de laranja-lima) - 78 pontos
5 - Unidos de Vila Isabel (Glórias gaúchas) - 77 pontos
6 - Imperatriz Leopoldinense (1922, Oropa, França e Bahia) - 74 pontos
7 - Unidos de São Carlos (Atual Estácio de Sá) (Terra de Caruaru) - 72 pontos
8 - Império Serrano (Arte em tom maior) - 65 pontos
9 - Unidos do Jacarezinho (O fabuloso mundo do circo) - 50 pontos
10 - Acadêmicos de Santa Cruz (Bravura, amor, beleza da mulher brasileira) - 37 pontos

Foram rebaixadas para o Grupo 2
Unidos do Jacarezinho e Acadêmicos de Santa Cruz

Subiram para o Grupo 1
Império de Tijuca, Unidos de Padre Miguel e Tupi de Brás de Pina


Intérprete na Avenida: Antonio Grande
Carnavalescos: Comissão de Carnaval (Castelo Branco, José Ribamar, Iomar Soares)
Mestre de Bateria: ?
Rainha de Bateria: Não Tinha
Mestre-Sala: Noel Canelinha
Porta-Bandeira: Marly
Colocação: 5º Lugar

Enredo: Glórias Gaúchas
Ano: 1970
Autor: Martinho da Vila



Letra:

Desfila a Vila novamente incrementada 
E desta vez tem o Rio Grande na jogada 

Com sua glórias e tradições 
Suas histórias e seus brasões 

Tem gaúcho lá nos Pampas que não é de brincadeira 
Estadista de renome já nos deu este torrão 
Foi rainha da beleza a farroupilha hospitaleira 
É a terra da videira, do churrasco e chimarrão 

Vamos cantar 
Gentes do meridião 
Caminhando pela estrada 
Sem espora e sem gibão 

Toma conta do rebanho 
Negrinho do pastoreio 
Sonha e canto o teu sonho 
Na viola o violeiro 
E o gaúcho forasteiro 
Contemplando o céu azul 
Até o norte brasileiro 
Vai cantarolando uma canção do sul 

Vou-me embora, vou-me embora, 
Prenda minha 
Tenho muito que fazer 
Eu vou partir para bem longe, 
Prenda minha 
Pro campo do bem-querer

Abaixo o samba na voz de Martinho da Vila