sábado, 27 de junho de 2015

GRES Portela - Hoje Tem Marmelada? - 1980

Belo samba da Portela, que levou a Escola ao título do carnaval empatados com a Imperatriz Leopoldinense e a Beija-Flor.
Neste ano não teve marmelada, viva o circo.

Curiosidade:


Neste carnaval de 1980 os quesitos Mestre-sala e Porta-bandeira e Comissão de frente foram retirados de julgamento.
Foi criado o quesito Conjunto.
Pela primeira vez as Escolas desfilaram na Avenida no sentido Avenida Presidente Vargas - Catumbi.

Bandeira:




Resultado do Carnaval de 1980

Grupo 1-A atual Grupo especial
Dia: 17/02/1980
Local: Rua Marquês de Sapucaí - Sambódromo

Classificação:

1 - Portela (Hoje tem marmelada?) - 93 pontos
1 - Imperatriz Leopoldinense (O que é que a Bahia tem) - 93 pontos
1 - Beija-Flor (O sol da meia-noite, uma viagem ao país das maravilhas) - 93 pontos
2 - Mocidade Independente de Padre Miguel (Tropicália maravilha) - 88 pontos
2 - União da Ilha do Governador (Bom, bonito, barato) - 88 pontos
2 - Unidos de Vila Isabel (Sonho de um sonho) - 88 pontos
3 - Acadêmicos do Salgueiro (O bailar dos ventos relampejou, mas não choveu) - 87 pontos
4 - Estação Primeira de Mangueira (Coisas nossas) - 82 pontos
5 - Império Serrano (Império das ilusões, Atlântida, Eldorado, sonho e aventura) - 80 pontos
6 - Unidos de São Carlos, atual Estácio de Sá (Deixa falar) - 70 pontos

Foi rebaixada para o Grupo 1-B
Unidos de São Carlos, atual Estácio de Sá

Subiu para o Grupo 1-A ( Atual Grupo Especial)
Unidos da Tijuca


Intérprete na Avenida: Silvinho da Portela
Carnavalesco: Viriato Ferreira
Mestre de Bateria: Mestre Cinco e Quincas
Rainha de Bateria: Não tinha
Mestre-Sala: Mauricinho
Porta-Bandeira: Eni
Colocação: 1º Lugar

Enredo: Hoje Tem Marmelada?
Ano: 1980
Autor: David Corrêa, Norival Reis e Jorge Macedo



Letra:

A brisa me levou ôô
Para um reino encantado
Onde eu me fiz menino-rei
E era o circo
O meu palácio dourado
Como é doce
Ser criança outra vez
E me atirar nos braços da alegria
Quero me perder na minha imaginação
E brincar na ilusão

Ôôôô ôôôô
Vem de lá ó criançada
Que hoje tem marmelada
Pois o circo já chegou

E nesse reino encantado
A arte se faz aplaudir
Me embala na rede do tempo
Feliz sonhador
Sou criança e vou sorrir
Arranco do peito um aplauso
E num abraço venho homenagear
Hoje a alegria do palhaço
Na tristeza dá um laço
E faz minha escola cantar

Ó raia o sol o dindin
Suspende a lua dindin
Salve o palhaço
Que está lá no meio da rua

Abaixo o samba na voz de David Corrêa

sábado, 9 de maio de 2015

GRES Império do Marangá - Dos Balões aos Aviões - 1981

Um bom samba da extinta Escola de Jacarepaguá, na inesquecivel voz de Abílio Martins, uma das vozes mais marcantes do carnaval do Rio de Janeiro em todos os tempos.

Curiosidade:


Foi fundada a 20 de janeiro de 1957, a partir da fusão das escolas Império de Jacarepaguá e Unidos do Marangá.

Bandeira:




Resultado do Carnaval de 1981

Grupo 1-B atual Grupo de Acesso
Dia: 02/03/1981
Local: Rua Marquês de Sapucaí - Sambódromo

Classificação:

1 - Unidos de São Carlos, atual Estácio de Sá (Quem diria, da Monarquia à boemia, ao esplendor da Praça Tiradentes) - 171 pontos
2 - Império da Tijuca (Cataratas do Iguaçu) - 171 pontos
3 - Unidos de Lucas (O imperador de Parada de Lucas) - 167 pontos
4 - Lins Imperial (Meu padim Padre Cisso) - 166 pontos
5 - Unidos do Cabuçu (De Daomé a São Luis, a pureza da mina Jêje) - 164 pontos
6 - Acadêmicos de Santa Cruz (Amazonas, verde que quero verde) - 154 pontos
7 - Unidos de Bangu (É hoje, a história do carnaval) - 152 pontos
8 - Arranco do Engenho de Dentro (Ou isto ou aquilo) - 149 pontos
9 - Arrastão de Cascadura (Rudá, o deus do amor) - 148 pontos
10 - Império do Marangá (Dos balões aos aviões) - 142 pontos
11 - União de Jacarepaguá (Mauicéia em noite de festa) - 141 pontos
12 - Caprichosos de Pilares (Amor, sublime amor) - 139 pontos

Foi rebaixada para o Grupo 2-A
Nenhuma escola foi rebaixada de Grupo.

Subiu para o Grupo 1-A ( Atual Grupo Especial)
Estácio de Sá e Império da Tijuca


Intérprete na Avenida: Abílio Martins
Colocação: 10º Lugar (Grupo 1-B atual Grupo de Acesso)

Enredo: Dos Balões aos Aviões
Ano: 1981
Autor: Paulinho, Nélson, Carlinhos Cavalcanti e Vanderlei



Letra:

Lá vai o gavião, lá vai,
Riscando o céu azul,
Cruzando o mar

O homem primitivo viu,
E daí surgiu o desejo de voar

Através dos tempos
A arte de voar
Se aperfeiçoou quanto
E quantos heróis,
Recebem de nós
Louvor glórias,
E glórias de coração
Ao nosso Santos Dumont,
Eterno pai da aviação

Voou, voou, voou, voou,
E o mundo inteiro viu,
Voou o 14 bis,
E o passarola não caiu

Com o espaço conquistado,
O homem cumpriu seu papel
O progresso chegou,
E fez estradas no céu,
Vai meu Brasil, gigante
Numa era espacial
A lua não é só dos namorados,
Também é do universo a capital

Controla o vôo, controlador
A aeromoça lá no céu é uma flor


Abaixo o samba na voz de Abílio Martins