sábado, 29 de agosto de 2015

GRES Unidos de Vila Isabel - A Vila Canta o Brasil, Celeiro do Mundo - água no feijão que chegou mais um - 2013

Bela homenagem ao agricultor Brasileiro, samba vencedor do Estandarte de Ouro, ajudou a escola a ser Campeã do carnaval.

Curiosidade:


Os primeiros ensaios da Unidos de Vila Isabel, foram realizados na Rua Senador Nabuco nº 248 - c/3, quintal da residência do “Seu China", um dos fundadores da Escola.

Bandeira:



Resultado do Carnaval de 2013

Grupo Especial
Dia: 10 e 11/02/2013
Local: Rua Marquês de Sapucaí - Sambódromo

Classificação:


Foi rebaixada para a Série A
Inocentes de belford Roxo

Subiu para o Grupo Especial
Império da Tijuca


Intérprete na Avenida: Tinga
Carnavalesco: Rosa Magalhães
Mestre de Bateria: Mestre Paulinho e Wallan
Rainha de Bateria: Sabrina Sato
Mestre-Sala: Juninho
Porta-Bandeira: Rute
Colocação: 1º Lugar (Especial)

Enredo: A Vila Canta o Brasil, Celeiro do Mundo - água no feijão que chegou mais um
Ano: 2013
Autor: Martinho da Vila, Arlindo Cruz, Tunico da Vila, André Diniz e Leonel



Letra:

O galo cantou
Com os passarinhos no esplendor da manhã
Agradeço a Deus por ver o dia raiar
O sino da igrejinha vem anunciar
Preparo o café, pego a viola, parceira de fé
Caminho da roça e semear o grão...
Saciar a fome com a plantação
É a lida...
Arar e cultivar o solo
Ver brotar o velho sonho
Alimentar o mundo, bem viver
A emoção vai florescer

Ô muié, o cumpadi chegou
Puxa o banco e vem prosear
Bota água no feijão
Já tem lenha no fogão
Faz um bolo de fubá

Pinga o suor na enxada
A terra é abençoada
Preciso investir, conhecer
Progredir, partilhar, proteger...
Cai a tarde, acendo a luz do lampião
A lua se ajeita, enfeita a procissão
De noite, vai ter cantoria
Está chegando o povo do samba
É a Vila, chão da poesia, celeiro de bamba
Vila, chão da poesia, celeiro de bamba

Festa no arraiá,
É pra lá de bom
Ao som do fole, eu e você
A Vila vem plantar
Felicidade no amanhecer

Festa no arraiá,
É pra lá de bom
Ao som do fole, eu e você
A Vila vem colher
Felicidade no amanhecer


Abaixo o samba na voz de Tinga; Martinho da Vila; Arlindo Cruz

sábado, 27 de junho de 2015

GRES Portela - Hoje Tem Marmelada? - 1980

Belo samba da Portela, que levou a Escola ao título do carnaval empatados com a Imperatriz Leopoldinense e a Beija-Flor.
Neste ano não teve marmelada, viva o circo.

Curiosidade:


Neste carnaval de 1980 os quesitos Mestre-sala e Porta-bandeira e Comissão de frente foram retirados de julgamento.
Foi criado o quesito Conjunto.
Pela primeira vez as Escolas desfilaram na Avenida no sentido Avenida Presidente Vargas - Catumbi.

Bandeira:




Resultado do Carnaval de 1980

Grupo 1-A atual Grupo especial
Dia: 17/02/1980
Local: Rua Marquês de Sapucaí - Sambódromo

Classificação:

1 - Portela (Hoje tem marmelada?) - 93 pontos
1 - Imperatriz Leopoldinense (O que é que a Bahia tem) - 93 pontos
1 - Beija-Flor (O sol da meia-noite, uma viagem ao país das maravilhas) - 93 pontos
2 - Mocidade Independente de Padre Miguel (Tropicália maravilha) - 88 pontos
2 - União da Ilha do Governador (Bom, bonito, barato) - 88 pontos
2 - Unidos de Vila Isabel (Sonho de um sonho) - 88 pontos
3 - Acadêmicos do Salgueiro (O bailar dos ventos relampejou, mas não choveu) - 87 pontos
4 - Estação Primeira de Mangueira (Coisas nossas) - 82 pontos
5 - Império Serrano (Império das ilusões, Atlântida, Eldorado, sonho e aventura) - 80 pontos
6 - Unidos de São Carlos, atual Estácio de Sá (Deixa falar) - 70 pontos

Foi rebaixada para o Grupo 1-B
Unidos de São Carlos, atual Estácio de Sá

Subiu para o Grupo 1-A ( Atual Grupo Especial)
Unidos da Tijuca


Intérprete na Avenida: Silvinho da Portela
Carnavalesco: Viriato Ferreira
Mestre de Bateria: Mestre Cinco e Quincas
Rainha de Bateria: Não tinha
Mestre-Sala: Mauricinho
Porta-Bandeira: Eni
Colocação: 1º Lugar

Enredo: Hoje Tem Marmelada?
Ano: 1980
Autor: David Corrêa, Norival Reis e Jorge Macedo



Letra:

A brisa me levou ôô
Para um reino encantado
Onde eu me fiz menino-rei
E era o circo
O meu palácio dourado
Como é doce
Ser criança outra vez
E me atirar nos braços da alegria
Quero me perder na minha imaginação
E brincar na ilusão

Ôôôô ôôôô
Vem de lá ó criançada
Que hoje tem marmelada
Pois o circo já chegou

E nesse reino encantado
A arte se faz aplaudir
Me embala na rede do tempo
Feliz sonhador
Sou criança e vou sorrir
Arranco do peito um aplauso
E num abraço venho homenagear
Hoje a alegria do palhaço
Na tristeza dá um laço
E faz minha escola cantar

Ó raia o sol o dindin
Suspende a lua dindin
Salve o palhaço
Que está lá no meio da rua

Abaixo o samba na voz de David Corrêa